Em assembleia on-line, bancários do Santander aprovam Acordo e PPRS com 98% dos votos




Em assembleia geral extraordinária nacional, realizada on-line, ontem (21), os funcionários do Banco Santander aprovaram com 98% dos votos, a proposta apresentada pelo Banco Santander (Brasil) S/A, para celebração de Acordo Coletivo de Trabalho Aditivo à Convenção Coletiva de Trabalho da Fenaban 2022/2024, com vigência até 31 de agosto de 2024; e a proposta apresentada pelo Banco para celebração do Acordo do Programa nos Resultados Santander (PPRS) – Biênio 2022/2023.

Os funcionários do Santander participaram da assembleia virtual através do link disponibilizado pela Confederação (Contec) aos sindicatos, https://votacao2022.contec.org.br/, das 9 às 18 horas de quarta-feira.

Pontos positivos do Acordo

• Extensão do período de amamentação de nove para 12 meses, podendo ser usufruído pelo pai ou pela mãe;
• Manutenção do pagamento de PLR e Programa Próprio sem compensação de um pelo outro;
• Inclusão de uma cláusula de repúdio à violência contra a mulher onde o banco se compromete a apoiar bancárias vítimas de violência;
• Termo de relações laborais para prevenir e coibir o assédio moral e sexual;
• Reajuste do valor das bolsas de graduação e pós-graduação pelo INPC em 2023 e 2024;
• Validade do acordo 1º de setembro de 2022 a 31 de agosto de 2024;
• PPRS reajustado em 2022 em 8% que será pago em fevereiro de 2023 em parcela única no valor de R$ 3.355,73;
• Em fevereiro de 2024, será pago o valor reajustado pelo INPC do período, mais 0,5%;
• Estão mantidas as faixas de renda do PPRS – o banco queria subir de 13% para 16%; de 13% a 23% para 16% a 26% e acima de 23% para 26%. 
(Fonte: Feeb/PR)

COMPARTILHAR