Bradesco deve fechar mais de 400 agências este ano




Foto-Edilson-DantasAgencia
O presidente do Bradesco, Octávio de Lazari, afirmou que o ajuste será mais focado no redimensionamento da estrutura física do que no quadro de funcionários (Por Flávia Furlan e Talita Moreira) 

O presidente do Bradesco, Octávio de Lazari, afirmou que o ajuste na estrutura física do banco vai continuar de forma intensa em 2020 e 2021, mais focado no redimensionamento do número de agências do que no quadro de funcionários.

De acordo com o executivo, o fechamento de agências deve se intensificar no segundo semestre deste ano, em meio ao planejamento dos modelos de atendimento da instituição financeira.

Foram 414 fechamentos nos últimos 12 meses. “A gente deve fechar mais de 400 ou transformar em unidades de negócios neste ano”, afirmou Lazari. “Em redução de quadro de funcionários, não temos planos. Tem um turnover natural, mas o compromisso de não demitir”.

Ele citou a situação da Avenida Faria Lima, em São Paulo, onde o banco tem 14 agências, sendo que algumas delas a 40 metros de distância uma da outra.

“Agências precisam ter lógica de distribuição econômica, aglomeração de pessoas e comércio. É um trabalho de inteligência com estatística aplicada para fazer o encerramento.” (Fonte: Valor Econômico)

COMPARTILHAR