SAÚDE DETERMINA QUE 20% DAS VACINAS DOS ESTADOS SERÃO PARA TRABALHADORES BANCÁRIOS E DOS CORREIOS




O Ministério da Saúde determinou que 20% das vacinas distribuídas para os estados sejam reservadas para a vacinação de primeira dose dos trabalhadores bancários e dos Correios. A notícia foi publicada ontem (14) no Vigésimo Oitavo Informe Técnico do Plano Nacional de Imunização do Governo Federal.

Para o presidente da Contec, Lourenço Prado, a determinação faz justiça aos trabalhadores bancários que vêm colocando suas vidas em risco. “Estão todos na linha de frente para garantir que a economia não pare. Fazem um serviço essencial e precisam ser vacinados para evitar que mais vidas sejam perdidas. Perdemos muitos colegas e isto precisa parar. Vacina Já! Lutamos por isto, e agora, vamos conseguir vacinar nossa categoria”, comemorou emocionado.

Já o presidente da Federação dos Bancários do Estado do Paraná (Feeb-PR) e do Sindicato de Cascavel, Gladir Basso, destaca que essa priorização dos bancários no Plano Nacional de Imunização (PNI) e agora a destinação de 20% das vacinas à nossa categoria, “é fruto do amplo e insistente trabalho das entidades sindicais, como Contec, federações e sindicatos filiados, junto ao Ministério da Saúde e aos governos estaduais e municipais”.

Segundo o documento do Ministério da Saúde, até o momento a Campanha Nacional de Vacinação já distribuiu aos estados  149.913.970 milhões de doses, sendo cerca de 54 milhões Sinovac/Butantan; 74,9 milhões Astrazeneca/Fiocruz; 16,3 Pfizer/Comimaty; e 4,5 milhões Janssen/Johnson. Oficialmente, o governo contabiliza a vacinação de 83.284.954 milhões de brasileiros.

Na atual etapa, o governo informa ainda a distribuição de mais 4 milhões de doses de Astrazeneca, além de mais de 5,4 milhões de seringas. No texto o governo federal destaca a orientação aos governos estaduais.

Notícias Feeb Pr 

COMPARTILHAR