XLI Simpósio dos Empregados Aposentados da Caixa Econômica Federal





Na semana de 25 a 30 de novembro de 2019 foi realizado em Touros-Rn o XLI Simpósio dos Empregados Aposentados da Caixa Econômica Federal, esteve representando a  FEEBPRr seu Diretor de assuntos para a Caixa Valfrido Oliveira.

O evento contou entre participantes e palestrantes com a participação de 1100 pessoas que discutiram temas variados relacionados a FUNCEF (Fundação que administra os recursos de aposentadoria complementar da Caixa), SAÚDE CAIXA ( Plano de saúde dos empregados da Caixa) com a presença do  Vice-presidente da Caixa Sr. Roney de Oliveira Granemann. No dia 26 ocorreu o painel com a presença de toda a  Diretoria Executiva da FUNCEF inclusive o seu Presidente Renato Vilela. A organização também promoveu a palestra “Qualidade de vida no envelhecimento”  com o médico Geriatra Dr. Marcos Cabrera que é do Estado do Paraná.

O médico durante 1h e 30min abordou de forma leve, assuntos sérios e de grande relevância para as pessoas da terceira idade, foi um momento de descontração e aprendizado. Foi emocionante ver os imensos sorrisos nos rostos marcados pelo tempo,  muitos com problemas sérios de saúde, são pessoas que muito fizeram pela CAIXA, durante o seu tempo de atividade laboral.  Foi possível compreender que os bancários ativos e aposentados da Caixa são pessoas fortes, são  resilientes, embora  pagando equacionamentos que variam de 20 a 38 por cento de seus salários causados (em época anterior)  pelo descaso, negligência e mau-caratismo dos administradores do fundo de pensão (Funcef) gerando perda significativa de renda.

Livre do caráter politico ideológico o tempo pode ser aproveitado para discussões sérias e tomadas de decisões que impactam nos resultados financeiros e na questão da defesa jurídica para a manutenção dos direitos adquiridos ao longo do tempo. Embora sabendo que as consequências nefastas e criticas ainda vão durar por muito tempo nas suas vidas o aposentado busca forças se mantem vigilante, cobrador  e participativo. Pode-se perceber que a FUNCEF lentamente e com bastantes dificuldades está conseguindo encontrar   o caminho da recuperação financeira, que os nossos diretores eleitos têm feito um bom trabalho, embora moroso.  Mas  não é tão simples recuperar 20 bilhões de reais a menos  do Patrimônio da instituição.

Os aposentados saíram com a esperança de dias melhores, durante os debates aparecem idéias novas, gente nova disposta a lutar com muita garra para o êxito da disputa. O mais importante é que as pessoas acordaram e que discursos vazios, ideológicos partidários não têm mais vez no meio associativo e que o mais importante é a saúde física e  financeira da  classe economiária. Evidentemente que em quatro ou cinco dias pouco ou quase nada  se resolve, mas no mínimo as dúvidas são esclarecidas e pode-se avaliar rumos a seguir. Enfim foi muito proveitoso!

COMPARTILHAR